Reserva Ativa marca presença na Franchising Expo, maior feira de franquias do mundo

0
964

 

Entre os dias 24 e 27 de junho aconteceu em São Paulo a ABF Franchising Expo, a maior feira de franquias do mundo, realizada anualmente pela ABF- Associação Brasileira do Franchising, onde estiveram presentes mais  de 480 marcas e 60 mil visitantes.

feira-de-franquias-da-abf-no-rio-de-janeiro-em-2013-1411590786182_956x500

Estivemos lá conversando com diversas franqueadoras para encontrar os melhores modelos de negócios para o perfil dos reservistas e seus familiares, depois de verificarmos o grande interesse no assunto. A partir de agora, traremos para vocês tudo sobre esse formato de negócio, provendo todas as instruções e informações para lhe assessorar neste novo universo.

E para começar, que tal entender algumas reflexões comum a todos os interessados em ingressar no sistema de franchising? Confira: 

Vale a pena  investir em franquias?

A resposta será sim, com toda certeza, se você  deseja ter um negócio próprio obtendo todo o suporte para a gestão do mesmo – implantação, financeiro, gestão, marketing e vendas.  Sim, se para você significa muito aproveitar toda  a transferência de know-how de marcas já consolidas, modelos financeiros já testados, participar da economia de escala e outras vantagens que só o franchising traz.

Mas “não faça isso” se você tem dificuldades de seguir regras e orientações, trabalhar em conjunto com outras pessoas e se acredita que vai apenas investir e “esperar” que o sucesso chegue sozinho. Querer pertencer é a regra um, compartilhar e colaborar é o próximo passo. E apenas para dirimir qualquer dúvida: sucesso no franchising é a união do seu esforço empreendedor com marcas experientes. É união, construção de relacionamento.

 

Mas por que investir neste segmento?

Porque além de ser uma das indústrias mais maduras do mundo,  o franchising brasileiro passa por um momento que descrevo como  “a trilogia sustentável do franchising” e que é baseado nos seguintes pilares:

1- A Cultura do Empreendedorismo:  a necessidade de empreender no Brasil é cada vez mais crescente e neste momento da economia isso fica ainda mais latente. Com o crescimento da taxa de desemprego as pessoas tomam coragem para dar o passo para seu negócio próprio, seja como primeiro plano ou plano B para sua família. Uma oportunidade que o setor absorve bem, já que a insegurança de montar o próprio negócio é ajustada ao se investir numa marca experiente.

2 – Ascensão de novos mercados consumidores: as pessoas querem e gostam de consumir em marcas que são franquias, pois essa chancela dá credibilidade ao produto e serviço consumido. Por conta disso, as redes vem flexibilizando seus formatos de negócios, para expandir por exemplo  em cidades que sequer faziam parte do plano de expansão. Desta forma, os negócios mais justos, sobretudo no interior do país.

3 – A  evolução da relação Franqueado x Franqueadora: as franqueadoras estão aprimorando cada vez mais seu suporte para a expansão sustentáveis e resultados de seus franqueados. Isso significa que estão preocupadas com o sucesso dos franqueados, que passam a ser treinados e nomeados como empresários defensores da marca, que também contribuirão com a evolução das franqueadoras, trazendo suas experiências do mercado local. A via é de mão dupla. O ensinamento não vem mais só da franqueadora: todos podem e devem contribuir

 

E  com a atual crise econômica? É  o momento  certo de investir?

Toda crise se constitui em momento de atenção, batalhas e grandes mudanças e também de muitas vezes atravessar desafios pessoais. O que se traduz em seguida em momentos de despertar. Por isso, tantos estão buscando oportunidades de investir o seu esforço em algo que é seu. E por isso, sou capaz de apostar num dos motivos pelos quais o franchising não para de crescer, pois nele é possível encontrar a oportunidade casada com experiências sólidas e que já deram certo para dar o passo mais assertivo.

Quer outro motivo: o que acha de fazer parte de um setor que  elevou o faturamento nominal em 9,2% no primeiro trimestre de 2015, comparado com o mesmo período do ano passado, mesmo em tempos de crise?

.

Veja os principais números do setor:

Faturamento em 2014: 127,3 bilhões

Numero de Franqueadoras: 2.942, sendo 433 microfranquias

Empregos diretos gerados: 1.096 milhões

Previsão do crescimento em 2015 (faturamento): 7,5% e 9%

.

É isso! Inauguramos as primeiras informações para você militar conhecer um pouco mais do Franchising Brasileiro. Nos próximos artigos vamos falar dos modelos e tamanhos de negócios, sobre o perfil dos franqueados e franqueadoras, microfranquias  e muito mais. Em breve traremos também grandes oportunidades para você!

Aguardem e acompanhem!

Um grande abraço,

Naiara Corrêa é Consultora de franquias da Reserva Ativa, além de CEO da Lemon & Co, especializada no desenvolvimento de estratégias de crescimento, planejamento e estruturação de projetos– franquias, varejo, distribuição, internet – desenvolvidos em empresas dos segmentos: Telecom, Cosméticos, Fast Food, Indústria  Veterinária, Limpeza e Conservação, Bebidas & Entretenimento, entre outras.

Militar da Reserva, interessado em adquirir uma franquia? Temos também opções para familiares de militares da ativa e da reserva. Basta enviar um email para naiara.correa@lemoneco.com.br com o valor, local e segmento de atuação.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

comments

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY

quinze − seis =